• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Teste de stress, teste à resistência, teste à persistência, teimosia, carolice, masoquismo ou um misto de salada de fruta necrótica são os únicos e plausíveis motivos para uma banda demorar 25 anos a lançar o seu primeiro disco. Neste caso, os Franceses Putrid Offal tinham deixado saudades,  após a edição de uma demo e de uma série de splits na década de 90, mas naquele tempo deram por terminada a carreira e ficou a sensação que algo de maior tinha ficado por fazer. Passado este grande hiato decidiram honrar o que tinha sido iniciado e a maturidade deste “Mature Necropsy” retrata isso mesmo,  temos um primeiro disco repleto do que os Putrid Offal foram, são e continuarão a ser.

É como se tivessemos compilado este ¼ de século de história musical e transposto para o ano 2015. O resultado disto é um óptimo disco de goregrind sem manias, sem pretensões, sem glorificações. Arrancando influências a Carcass, Dead Infection e, por exemplo, a Agathocles, todas estas no seu início de carreira, os Putrid Offal descarregam 13 temas de podridão cirúrgica, sempedir licença. Gozando de uma produção exímia, o forte deste “Mature Necropsyreside está na simplicidade e na abordagem directa infligida ao ouvinte, mais uma vez a grande escola do grindcore serve aqui de exemplo, um bom exemplo, por sinal.

O facto de não haver mistério por detrás destas palavras não implica que este esforço colectivo seja desinteressante, antes pelo contrário. Aqui, a música é pensada e sentida de forma célere, não há tempo para tirar notas ou fazer críticas, tudo o que deve estar numa banda como esta está presente e não vale a pena reinventar nada, afinal estamos a falar de goregrind à antiga, ou seja, curto, agressivo, bruto e sujo pelo que se estes adjectivos não vão ao encontro dos vossos gostos musicais então o melhor mesmo é ouvirem outra coisa. Por outro lado, também posso dizer que recomendo esta necropsia matura  a todos os  fiéis peregrinos da imundície sonora!

PS – Apesar de só termos tido acesso aos temas do álbum convém dizer que este apresenta-se disponível no formato duplo CD com mais 2 temas extra, no primeiro, Freddy Krueger (S.O.D. cover) e o Sane Men (Nerve cover) e o segundo CD, intitulado “Premature Necropsy” com as gravações da década de 90 nomeadamente os splits com Exulceration, o “intitulado "Obscurum per Obscurius" e com Agathocles.

Nota: 8.2/10

Review por Pedro Pedra