• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Goste-se ou não, é inequívoca a capacidade dos Enslaved em transformarem música “bárbara” em algo requintado e inteligente. Anos e anos a injetar influências progressivas de forma gradual, num black metal que de básico também não tinha nada, transformaram este coletivo num mastodonte de força, complexidade e dinâmica, e coincidência ou não, também numa das formações mais respeitadas no mundo do metal.

Com "In Times", a mais recente proposta dos Enslaved, a banda mostra que continua num nom momento de forma, presenteando-nos o sucessor lógico de "RittiR", mas ainda assim com algumas surpresas debaixo da manga.

Não será descabido dizer que a banda se encontra hoje em dia um pouco mais extrema nos diferentes polos. Ou seja se "Thurisaz Dreaming", logo a abrir, envolve-nos numa descarga de black metal tão intensa como em temos já idos, logo a seguir "Building With Fire" atenua o golpe através de um tema mais melódico, suave, chegando mesmo a ser orelhudo. Por outro lado "Daylight" conta com uma frágil secção instrumental, que prova que a banda quando quer consegue mesmo arrepiar o ouvinte de forma subtil e minimalista.

Ao longo destes extensos 6 temas que compõe "In Times", os Enslaved voltam a provar-nos que a banda hoje em dia é mestre, e talvez o expoente máximo daquilo que é a dicotomia peso/melodia, agora que os Opeth se viraram de vez para o rock progressivo. Seja pelos diferentes tipos de andamento ou pela forma como as vocalizações extremas de Grutle Kjellson se entrelaçam com as harmonias vocais de Herbrand Larsen, os Enslaved fazem a transição dos momentos mais pesados para os mais melódicos de forma completamente natural, próprio de quem já anda nisto há uns bons anos.

Mas que não se duvide que os Enslaved continuam a ser vikings, apenas cada vez mais sofisticados. Se o já mencionado início avassalador de "Turisaz Dreaming" é bom indicador disso, também "Nauthir Bleeding" capta todo o dramatismo e epicidade de uma invasão nórdica, enquanto "One Thousand Years of Rain" e o tema título traduzem em riffs a força deste coletivo norueguês.

Mas nem tudo é perfeito em "In Times", pois por mais atributos que estes 6 temas possam ter, no final das contas, e após tudo estar muito bem absorvido, nenhum deles se pode qualificar de obra-prima, ou sequer fazer jus a um "Raidho", "Runn" ou "Roots of The Mountain" (para dar apenas alguns exemplos mais recentes). São bons temas, de excelente execução e mais que suficientes para cartão-de-visita da banda, mas dificilmente algum permanecerá muito tempo nos sets ao vivo, ou será eleito para um best of.

No fundo trata-se apenas de uma questão de expetativas. Afinal de contas tomara muitos coletivos do estilo ambicionarem sequer compor qualquer uma destas composições, mas quando há um passado como o dos Enslaved por detrás, os padrões sobem ao nível do salão de Valhala.

Nota: 8.5/10

Review por António Salazar Antunes