• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Os Whispering Woods são um colectivo de metal sinfónico oriundo da Roménia com muito Gótico nas veias e já vão no segundo álbum com este “Perditus Et Dea”. Apesar do género sinfónico ser o predilecto da banda, os romenos não o exploram da forma bombástica que congéneres muito mais destacados como os Therion ou poderosa, como os Epica, fazem. Os Whispering Woods abordam o estilo sinfónico com uma maior subtileza onde se eleva o canto lírico de Alexandra Burcă e Corina Hamat, as duas sopranos que dão voz à banda, os melancólicos teclados, o que até já se previa pois o elemento gótico é muito forte na música dos W. Woods, e, especialmente, a flauta de Cătălina Popa, dos alemães Haggard, que se sobrepõem aos demais instrumentos e mesmo muitas vezes sendo colada daquela forma por cima de tudo o resto, incorpora-se muito bem na sonoridade bela e simultaneamente triste de “Perditus Et Dea”.

Também há as suas lacunas, para lá da já mencionada forma como a flauta é gravada por cima de todo e qualquer instrumento, o piano acaba por se tornar um quanto repetitivo ao longo do disco por o grupo se focar em demasia nos mesmos tons e estruturas do principio ao fim, o que mostra uma falta de exploração do que tem ao seu dispor, assim como as guitarras são muitas vezes esquecidas através de riffs menos bons ou demasiados momentos sem surgirem, sendo que quando aparece aquele dueto entre flauta e guitarra em “If Ever” ou quando tomam o seu merecido lugar como espinal dorsal da música como na forte “Timeless” é que reparamos que realmente há dois bons guitarristas neste grupo.

Contudo, mesmo estando longe de ser soberbo, “Perditus Et Dea” acaba por ser uma audição realmente agradável. Há temas de grande qualidade como “Autumnal” ou “Calusarii”, mas mesmo nos restantes, a suavidade como os Whispering Woods conseguem fazer fluir os seus temas etéreos sem aborrecer o ouvinte fazem de “Perditus Et Dea” uma boa audição.

Nota: 8.4/10

Review por Tiago Neves