• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Gutalax parece um nome de medicamento inventado que o Herman José criaria no seu mítico sketch de bloopers das suas anedotas. Tendo em conta o nome do álbum, "Shit Happens!", podemos prever que não se trata de um sketch humorístico certamente, mas sim uma banda de grindgore (ou goregrind). Os preconceitos são o que são, mas por vezes acertam em cheio. Neste caso, nem seria preciso o título que é tão previsível que até já cheira a ranço. Com músicas chamadas "Fart Fart Away", "Cock Corn", "Shit Demon", "Hot Dick", "Rectal Oraculum" e "Brothers In Ass", sem falar na capa de horrível gosto, a coisa também se torna demasiado fácil.

Títulos de álbuns e de músicas são perdoáveis se a música faz a diferença. A questão é que o que aqui temos não faz a diferença nenhuma. Apesar de em termos sonoros, até se consiga fugir um pouco ao som de plástico que é comum encontrar, o problema são mesmo os pig squeals que se tornam enjoativos após cinco segundos. Com este tipo de vocalizações por cima, qualquer tipo de música se torna cansativa. Isto partindo do príncipio de que a músíca em si é dinâmica. Que não é. Um pouco melhor que a voz, mas mesmo assim, igual a todas as outras do mesmo género.

A Républica Checa tem um forte historial no underground do death metal e do goregrind, o que faz com esta proposta não acrescente em nada a tudo aquilo que o país já nos ofereceu. Nem o seu país, nem qualquer outro. Básico, genérico e cansativo. E até irritante - a sério, alguém pode dizer que este tipo de grunhir é uma sátira que alguém levou a sério mas que não tem propriamente o potencial para ser utilizado em profusão? É que as letras idiotas sobre genitália e escatalogia ainda se conseguem suportar, agora isto é intragável.


Nota: 2/10

Review por Fernando Ferreira