• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


A moda do retro veio para ficar. Enquanto uma editora como a Metal Blade (entre outras notáveis) peguem em bandas como Brimstone Coven e lançar álbuns como “Black Magic”, o movimento não desaparece. Reza a sabedoria popular que movimentos ou modas musicais morrem quando existe uma excesso de oferta e uma falta de criatividade. Tendo em conta o que se pode ouvir aqui, ainda não é desta que a coisa morre. Quer-se dizer, não é que tenhamos em termos criativos uma forte lufada de ar fresco – até porque se fosse ar que nos bafejasse seria quente e seco, como aquele que vem do deserto.

Não é original, não é novo mas é bom. É impossível não bater o pé ao groove rock boa onda que um tema como o tema título debita, fazendo-nos transportar para a década de setenta para uma sala de ensaio qualquer no deserto onde o hard rock, o proto-heavy metal e o proto-doom se juntam todos para ter uma valente e pecaminosa orgia. Sabendo que estas coisas da moda geram muitos amores e muitos ódios, o que se tem a dizer é que para quem já não tem pachorra para calças à boca de sino, cabeleiras e bigodes fartos, guitarras simples, baixo distorcido, bateria acústica e produção vintage, então o melhor é mesmo deixar isto de lado por que é exactamente o que vão ter aqui.

Não fosse um certo feeling à la Black Sabbath em temas como “Black Unicorn” e “Upon The Mountain”, não encontraríamos relações com o heavy metal – mesmo assim, há por aqui muito mais rock e hard rock do que propriamente metal  - mas para aqueles que apreciam tanto as raízes e todas aquelas coisas que estão na base do som sagrado, então não conseguirão encontrar dificuldades em ficar completamente agarrados, logo à primeira com o que se pode ouvir aqui. Mais um vício que se instala no corpo, cortesia da Metal Blade.


Nota: 8.5/10

Review por Fernando Ferreira