• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Os Obscura estão de volta! Isso por si só é um evento. A banda alemã é uma das mais queridas do género death metal técnico e o seu último álbum de originais, “Omnivium”, já data de 2011. Demasiado tempo passou, demasiado tempo sem mais nova música. O que se teme por parte daqueles mais receosos, é que tenha passado tanto tempo que a banda já não tenha o mesmo impacto que teve antes. E definitivamente “Akróasis” não tem o mesmo impacto. Faz isso dele um mau trabalho? Nem de perto nem de longe, mas é sem dúvida uma entidade completamente diferente.

A primeira coisa a salientar é que a banda está muito mais acessível. Um nome que surge constantemente é Cynic, no clássico “Focus”. Seja pelo baixo fretless, seja pelas vocalizações (e pelos efeitos nas mesmas. Os guturais profundos já não dominam, sendo que o registo rasgado, a fazer lembrar um pouco o de Chuck Schuldiner dos Death acaba por ser o mais presente), seja pela própria atmosfera, há aqui uma constante memória desse álbum clássico do death metal técnico. A diferença é que, apesar de haver definitivamente um som mais acessível, é que a banda continua com os pés bem assentes no metal.

Pode-se apontar as mexidas de formação como uma explicação para as mudanças, mas perante as obras de arte que são o tema título, “Ode To The Sun” e muito principalmente o épico “Weltseele”, todas as questões e inquietações caem surgindo apenas uma: “Vale mesmo a pena perder tempo com questões menores?”. A música soa bem e os elementos característicos da banda estão presentes e a fasquia da musicalidade foi claramente elevada. Se isso significa perder peso, que seja. No entanto, a qualidade essa, continua bem acima da média, mesmo que todos os fãs dos primeiros trabalhos da banda não sintam exactamente isso com este quarto trabalho.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira