• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Até se pode julgar que a França será dos últimos locais para se ter stoner rock de jeito mas o que é certo é que a cena francesa tem-nos dado bons nomes ultimamente e os Rab são mais uns a juntar ao grupo, embora tenha que se dizer que a banda não é propriamente daquelas que segue à risca os predicados deste ou daquele estilo. O que se sente aqui é feeling rock a rodos que é impossível que não contagie quem toma contacto com ele. Poderá parecer exagero mas experimentem a ouvir a “Gay Killer” sem bater o pé. É rigorosamente impossível. Tal como é impossível não cantarolar a melodia que é entoada a meio.

É um álbum, que no seu geral, se assume como um conjunto de grandes malhas rock São quase quarenta e cinco minutos que passam num instante. Malhões como “70 Virgin Girl”, “Friend Of Mine” e “Good Old Days” são absolutamente contagiantes, com um groove invejável. A promoção saudável da boa disposição através do rock é algo que deve ser valorizado e aqui não faltam bons exemplos. No entanto, nem tudo são rosas, existe aqui uma escorregadela outra onde as coisas não resultam bem, como é o caso da algo esquisita (mas intensa) “The Genius Of The Crowd” que quebra com o espírito de puro feeling rock que o álbum tem, quebra essa que felizmente consegue recuperar-se sem problemas com a sequência final de músicas.

Numa altura em que vemos tantos debates acerca da continuidade do rock quando todas as grandes lendas estão a envelhecer e/ou desaparecer, são bandas como os Rab que nos asseguram a tranquilidade em relação ao futuro. Com alguns retoques a dar, que fazem parte do processo de crescimento, este segundo álbum mostra a banda coesa, energética e pronta a dar um grande salto no álbum seguinte. Simples mas eficaz, é este a prova que o rock nunca morrerá.


Nota: 7.5/10

Review por Fernando Ferreira