• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes

Symphony X - Underworld




Riverside - Love Fear And The Time Machine




Amorphis - Under The Red Cloud





Flayed - Monster Man




Ivanhoe - 7 Days




Elferya - Eden's Fall




Spektr - The Art To Disappear




Rab - Rab 2




Exumer - The Raging Tides




Tales Of The Tomb - Volume One Morprhas




Dimino - Old Habits Die Hard




Roxxcalibur - Gems Of The NWOBHM





The Fifth Alliance - Death Poems




Augrimmer - Moth And The Moon




The Great Tyrant - The Trouble With Being Born




Weeping Silence - Opus IV - Oblivion




Watercolour Ghosts - Watercolour Ghosts




Hexx - Under The Spell/ No Escape




Deseized - A Thousand Forms Of Action




Razor Rape - Orgy In Guts




Sadist - Hyaena




Xandria - Fire & Ashes




Alien Syndrome 777 - Outer




Asylum Pyre - Spirited Away




Canyon Of The Skell - Canyon Of The Skull




Chron Goblin - Blackwater




Extreme Cold Winter - Paradise Ends Here

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



















Robb Flynn (Machine Head) acusa comunidade do rock e metal de demonizar o streaming

Robb Flynn, dos lendários Machine Head, é conhecido por ser uma voz bastante activa nas redes sociais. Desta feita, e através do Facebook, (...)

WoodRock Festival - Detalhes e vídeo promocional revelados

A quarta edição do WoodRock Festival vai ter lugar nos dias 22 e 23 de Julho na Praia de Quiaios, Figueira da Foz. Este ano conta com as actuações dos grupos Plus Ultra, Switchtense, El Paramo, (...)

Metallica lança (alegadamente) o seu próximo álbum no dia 14 de Outubro

Um dos maiores jornais diários alemão, Bild, afirmou na sua última edição que o próximo álbum dos Metallica, o décimo da sua história e o primeiro desde "Death Magnetic", lançado em 2008 (...)

Sabaton e Accept em Portugal

Os suecos Sabaton regressam a Portugal a 20 de Janeiro de 2017, no Coliseu do Porto, trazendo consigo o seu novo álbum, "The Last Stand". Os alemães Accept são os convidados que darão suporte ao evento. (...)

VOA Fest - Revelados horários dos concertos e mapa do recinto

Como é sabido, o VOA Fest ocorre nos (já próximos) dias 5 e 6 de Agosto, na Quinta da Marialva, em Corroios. Já são conhecidos os horários de cada concerto,(...)


O duo conhecido como Spektr está de volta dois anos após o lançamento de “Cypher”. Para quem não se recorde, “Cypher” mostrava uma banda que deambulava pelos caminhos nem sempre muito certos do industrial embebido em black metal. Após esta lembrança do que já lá vai, olhemos para o que temos aqui. “The Art To Disappear” não se pode dizer que seja muito diferente de “Cypher”, mas se formos a mergulhar um pouco mais fundo, o que podemos dizer é que é ligeiramente mais electrónico, mas também ligeiramente mais pesado. Se antes haviam duas facetas distintas da banda, agora essas duas facetas estão mais afastadas de si.

O que é bom, traz um certo ar fresco, que é sempre bem vindo.

No que ao black metal diz respeito, a abordagem é dissonante (claro, ou não fossem os Spektr franceses) e mais acentuadamente extrema. Por outro lado, o uso que o duo faz da electrónico é dono de uma atmosfera opressiva mas também não vira as costas ao groove. São duas facetas aparentemente inconciliáveis mas a banda até consegue fazer com que resulte, pelo menos na maior parte do tempo. “From The Terrifying To The Fascinating” é um bom exemplo desse sucesso. No entanto também temos exemplos onde o resultado já não é tão eficaz como a “That Day Will Definitely Come” (embora este tema tenha uma costela quase progressiva que o torna um dos temas mais interessantes do álbum.

Ainda assim, é um trabalho interessante, para quem gosta das experimentações dentro do mundo do black metal – algo que nem sempre é comum encontrar, fãs de black metal que gostem de experimentações. Algo desequilibrado principalmente pela forma como a transição entre os dois mundos nem sempre é suave ou bem sucedida – os interlúdios e intros que tem também não facilitam a tarefa – e acaba por soar como uma manta de retalhos, sem a fluidez que um álbum de originais deveria ter. Acaba por ser uma ligeira decepção em termos de álbum, embora individualmente, música a música, se note que um passo em frente foi dado.


Nota:
6.7/10


Review por Fernando Ferreira