• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Conforme "Ruminator" se faz ouvir, ficamos com a sensação de que nos enganámos na década. Está ali qualquer coisa que remonta à década de sessenta, mas ao mesmo tempo temos algo que nos mostra um lado mais contemporâneo, mais própria do rock alternativo ou até algo próximo de shoegaze. O ambiente geral do trabalho é contraditório embora quem o ouça de forma superficial possa achar que é simplesmente aborrecido - temos que ter a noção de que o comum apreciador de heavy metal não engolirá facilmente este tipo de sonoridade.

Para além da sonoridade meio pop, meio vintage, há muito mais para ouvir e descobrir aqui. Se a sonoridade em si remete para algo mais ligeiro e tal descartável, todas as músicas têm uma certa aura melancólica que ficariam bem num qualquer filme independente - a "A Well Adjusted Man" é um bom exemplo de toda a dicotomia e de todo este paradoxo que a música dos Coastgaard enceta. Misturar algo tão distante como o surf rock da década de sessenta com o shoegaze da década de oitenta, sem falar das melodias vocais que remontam à new wave da década de oitenta.

Ao segundo álbum, a banda apresenta doze músicas que embalam e encantam o ouvinte, hipnotizam-no sem que o ouvinte se dê conta. É certo que tirando o já citado "A Well Adjusted Man" também não fica muita coisa após o silêncio, no entanto, é um daqueles trabalhos que não nos importamos de ouvir e voltar a ouvir, vezes sem contas. Interessante e intrigante, uma boa surpresa.


Nota: 6.5/10

Review por Fernando Ferreira