• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)



Quem diria que da França nos chegaria metal cheio de groove tipicamente norte-americano? Não é a primeira vez que acontece e não será também a última. Os Overcharger apresentam um metal que já foi mais moderno do que aquilo que é actualmente mas que soa sempre bem, principalmente quando é bem feito como é o caso do som que a banda francesa nos apresenta com este seu álbum de estreia, editado originalmente em 2014 mas que agora tem direito a mais uma ronda de promoção.

Se compararmos com a cena thrash actual, é difícil a banda competir, já que tem alguns elementos em comum, principalmente o groove, no entanto, para todos aqueles que não dispensam essa característica, temas como “Don’t Get Lazy Bitch”, “Streets Of Terror” e “Temptations” conseguem conciliar a melodia e o groove de forma satisfatória, sem esquecer também uma pitada do elemento alternativo, presente em muitas bandas do género na viragem do milénio (tal como os Goodsmack) – principalmente pela voz de Seb, muito próxima da voz de Dez Fafara dos Coal Chamber, o que para alguns até pode ser algo mais negativo que positivo, mas neste contexto resulta bastante bem.

Então a adicionar ao que foi dito atrás também temos o tal elemento sulista que faz com que malhas como “Hidden By The Moon” – um dos melhores temas deste trabalho – sejam deliciosamente viciantes, com um groove que nos remete para a herança cultural norte-americana. Não será um trabalho que consegue sobreviver bem a múltiplas audições, mas entretém bem durante uns tempos. Para já chega, mas este parece ser um beco sem saída em termos criativos.


Nota: 6.4/10

Review por Fernando Ferreira