• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Ok, podemos começar já sem mais rodeios. Este é um disco do qual todos os apreciadores de metal deverão fugir. Está mais próximo de música de discoteca do que propriamente de qualquer coisa que se consiga abanar o carolo. Quer-se dizer, se o ouvinte estiver com uma dose de álcool em cima da cabeça, talvez ainda comece a abanar levemente a cabeça com um tema como "Unsere Stadt", que não fossem os tiques azeiteiros de música de discoteca até poderia ser um tema de rock energético relativamente interessante. A questão é que há para aqui uma série de flatulências electrónicas que tornam isto quase impossível de ouvir.

Os AElement são alemães, cantam em alemão e tocam como se fossem um aparelhagem numa discoteca alemã. Segundo o press release, a banda mistura punk e drum'n'bass... é uma maneira de colocar a coisa... com muito optimismo. Se fosse punk ainda era um ponto a favor, mas quando se ouve uma coisa como "Fremd Für Dich" pensa-se em Linkin Park daqueles tempos em que pensavam que eram pesados e ainda conseguiam enganar alguns mais distráidos (ou simplesmente surdos), o que quer dizer que enquanto se ouve este disco, não há nada de bons que nos surja na cabeça.

Sem o gás das flatulências a mandar areia para os olhos (ou ouvidos), ficam umas melodias, uns tiques hip-hop e muito pouco música. É constrangedor a forma como ainda existem editoras a apostar nisto. Claro que no mercado alemão, isto é coisa para render uns euros valentes, mas se assim for, esperemos que a moda nunca atravesse fronteiras porque já temos todos problemas que cheguem que não precisamos que nos venham parar à frente aquilo que é problema dos outros. Música desta deveria ser crime, o compositor deveria ser penalizado por ter sido preguiçoso em colocar alguma substância neste álbum.


Nota: 2/10

Review por Fernando Ferreira