• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


O mestre está de volta. Ihsahn sempre foi visto como a alma dos Emperor – isto sem querer menosprezar o trabalho de músicos como Samoth – mais que não fosse criativamente. Estava mais que evidente, principalmente após o último álbum dos Emperor, “Prometheus – The Discipline Of Fire & Demise”, que o músico já estava com a cabeça noutro sítio, sendo que a sua carreira a solo até se pode considerar como um seguimento lógico e natural desse canto de cisne. Ihsahn criou então uma entidade com o seu próprio nome que surpreendeu tanto como fez sucesso, principalmente para aqueles que são fãs de sonoridades mais progressivas e experimentais.

Isto já foi há algum tempo e entretanto, Ihsahn chega ao sexto álbum com este “Arktis.” sem grandes necessidades de provar o quer que seja a quem quer que seja, embora houvesse alguma expectativa já que o anterior trabalho não foi tão consensual como o que se esperaria. O factor experimental, para muitos, foi algo difícil de assimilar e a expectativa vinha mesmo no sentido se saber se “Arktis.” seria mais um passo à frente ou se haveria um arrepiar caminho. É um misto dos dois – seguir em frente e dar um passo atrás, já que este trabalho é um dos mais diversos da discografia do músico.

Temos aquele feeling progressivo ao lado de peças que assentam em ritmos electrónicos (aquela “South Winds” é algo de extremamente viciante), ao lado de outras onde a melodia é rainha e senhora (como na “In The Vaults” e na “Until I Too Dissolve”, esta última com um riff de guitarra bem hard rock). Como de costume, todos os instrumentos excepto pela bateria (a cargo de Tobias Ørnes Andersen dos Shining) e o saxofone (a cargo de Jørgen Munkeby, também ele nos Shining) que é possível ouvir em alguns temas (e que efeito positivo que tem nas “Crooked Red Line”). Também é de salientar as aparições nas vozes de Einar Solberg (dos Leprous, banda que já tocou com o músico ao vivo) e Matt Heafy (dos Trivium), neste trabalho que é possivelmente o mais completo do músico até agora. Continua a explorar terrenos que ainda não tinha pisado antes e continua a fazer no processo obras desafiadoras e intrigantes, sem esquecer todas as trademarks que uma obra de metal tem.

Surpreendentemente viciante.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira