• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Apesar de poder parecer pela sonoridade, os Axevyper não são suecos, primos afastados dos Hammerfall, são italianos, donos de um som heavy metal bem tradicional que até dá gosto ouvir. Daquele que nos faz pensar com nostalgia e com o cabelo ao vento ao pensar como na década de oitenta é que era - embora saibamos que apenas hoje em dia podemos dar graças a ter bandas como os Axevyper, a lançar álbuns e os mesmos chegarem até nós para que os possamos ouvir. E que álbum - atenção às expectativas, o nosso entusiasmo é perfeitamente justificado pelo nosso amor ao género.

Depois de quatro anos de ausência, a banda está de volta para o seu terceiro trabalho, que não deixa margem para dúvidas sobre as suas intenções. Heavy metal puro, mais ou menos duro e mais ou menos melódico. As primeiras três músicas ("Brothers Of The Black Sword", "Metal Tyrant" e "Soldiers Of The Underground") entram de rajada como se fosse o blitz, parando para respirar com a espécie de power ballad (e mete power nisso) "The Adventurer", mas apesar da mudança de ritmo, não há propriamente uma quebra ao longo dos quarenta e cinco minutos que dura.

Agora a questão das expectativas... quem ler o que escrevemos poderá ficar com a sensação de que se trata de um sério candidato a álbum do ano. Não será certamente, e também não traz nada de original, embora a sua paixão pelo heavy metal seja bem refrescante. Então, o que é que fica a faltar neste terceiro trabalho? Músicas mais fortes imediatas e sobretudo uma identidade própria mais vincada e um pouco longe dos Hammerfall, como temas como "Spirit Of The Wild" mostra - tema esse que é um dos melhores do álbum. O balanço geral é, todavia, bastante positivo. Para amantes de heavy metal puro!


Nota: 7.4/10

Review por Fernando Ferreira