• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Iron Reagan - Crossover


Lich King - Omniclash


Demonic Resurrection - Dashavatar


Black Anvil - As Was


Benighted - Necrobreed


Mechina - As Embers Turn To Dust


Adamantine - Heroes & Villains


Barathrum - Fanatiko


Persefone - Aathma


Blame Zeus - Theory Of Perception


Kreator - Gods Of Violence


Lock Up - Demonization


Obituary - Obituary


H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones


Antropomorphia - Sermon Ov Warth


Fall From Perfection - Metamorph


Pallbearer - Heartless


Mastodon - Emperor Of Sand


wolfheart - Tyhjyys


Sinister - Syncretism


Primal Attack - Heartless Oppressor


Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Dying Fetus revelam detalhes do novo álbum

Os Dying Fetus vão lançar o seu novo álbum, "Wrong One To Fuck With", a 23 de Junho pela editora Relapse Records, e será o tão aguardado sucessor de "Reign Supreme", lançado em 2012.(...)

Novembers Doom - Novo álbum disponível para audição na íntegra

O novo álbum dos norte-americanos Novembers Doom, intitulado "Hamartia", é lançado hoje pela The End Records. Este trabalho pode ser ouvido na íntegra através desta ligação. (...)

SWR Barroselas Metalfest XX - Horários das atuações

Ampliando a imagem acima, é possível conhecer o horário de atuação de cada uma das bandas que irá compor o SWR Barroselas Metalfest XX. Recorde-se que o festival ocorre entre os dias 27 e 30 de Abril, em Barroselas. (...)

Tony Iommi está a trabalhar em novo material de Black Sabbath

O já conhecido guitarrista dos Black Sabbath, Tony Iommi confirmou em entrevista que está neste momento a juntar e trabalhar o som do último concerto que a banda deu, em Birmingham, e também há rumores(...)

Tankard lançam novo vídeo com letra

Os Tankard lançaram um novo video com letra para a música "Arena Of The True Lies", que fará parte do seu sétimo álbum de estúdio, "One Foot In The Grave"(...)

Vamos por partes, os Novelists não são maus de todo. Possuem alguma capacidade técnica e aqui e ali tentam sair da sua zona de conforto com ideias interessantes. No entanto chamar a "Souvenirs", o seu álbum de estreia de metal progressivo, como a banda quer fazer passar só pode ser uma piada. É verdade que hoje em dia se utiliza o termo por tudo e por nada, mas há que tentar ser um pouco sério.

Para começar, não há nada de especialmente novo ou sequer inovador no som geral do coletivo. Mesmo para quem não está especialmente familiarizado com as sonoridades mais ligadas ao metalcore ou djent, facilmente consegue quase que de forma inconsciente chegar à conclusão de que “já ouvi isto em qualquer lado”. Segundo, o facto das composições aqui presentes não seguirem os padrões mais tradicionais, não faz delas menos previsíveis ou unidimensionais. Afinal de contas o que temos aqui acaba por ser a dose habitual servida de outra maneira; dualidade vocal extrema e clean feita segundo os manuais, guitarras ala djent e secção rítmica assente em breakdowns e ritmos complexos. Se em tempos estes atributos eram mais do que suficientes para captar a atenção de muito apreciador de metal, hoje em dia o truque já não passa tão incólume. Especialmente quando falamos de um lançamento por vezes extremamente monótono e entediante, muito por culpa do vocalista Matt Gelsomino que em questão de personalidade e carisma deixa muito a desejar.

Ainda assim é possível destacar alguns temas como o introspetivo "5,12 A.M", abrilhantado por uma vocalista convidada, "Echoes" com boas linhas vocais e "Voyager" que conta com um refrão muito interessante. Mas talvez o mais admirável em "Souvenirs" é o facto de falarmos de uma banda francesa, que conseguiu a proeza de americanizar de tal forma a sua sonoridade, que desde a instrumentação e vocalizações até à própria produção do disco, tudo soa como como se tivesse sido feito no outro lado do Atlântico.

Porém, para a história fica mais uma estreia sensaborona, de um coletivo com talento, mas que poderia ter sido um pouco mais ambicioso na procura de uma identidade própria. Veremos se melhores escolhas serão feitas no futuro.

Nota: 6/10

Review por António Salazar Antunes