• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Pelo nome e pelo som parece que os Systemik Viølence são finlandeses mas não, são mesmo de Lisboa e têm aqui em "Fuck As Punk" uma descarga bruta de crust/punk/hardcore que parece que estamos novamente de volta ao início da década de oitenta. No entanto, não se pense que é apenas caos sonoro aquilo que podemos encontrar por aqui, como os solos selvagens de "People Zoo" bem comprovam. A produção é podre, ainda assim totalmente adequada - aliás, se a produção fosse mais limpa, de certeza de que este lançamento perderia todo o encanto.

Complementado com samples para ajudar a reforçar a mensagem, são seis músicas que passam num instante e que também se voltam a ouvir ainda mais rápido. Há um certo encanto com este tipo de som em que a sonoridade é podre, as vocalizações carregadas de efeitos e reverb tornam-se imperceptíveis (ao melhor estilo João Gordo dos Ratos de Porão nos seus mais recentes trabalhos) e o ritmo d-beat é rei e senhor. Em edição limitada a 100 cópias, este é um lançamento que quem já estava a ressacar por crust clássico não poderá deixar passar ao lado.


Nota: 7.5/10

Review por Fernando Ferreira