• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Os Klone são um dos nomes mais subvalorizados na cena da música pesada, talvez pela sua mistura entre o peso do metal, a progressividade do rock (ou até pós-rock) e a energia contagiante do som mais alternativo (preguiçosamente chamado de grunge) acabe por disparar em demasiadas direcções, algumas se calhar contraditórias. Com uma carreira já longa e aclamada pela crítica, a banda vê agora três dos seus trabalhos reeditados pela Pelagic Records, que foi a responsável pelo lançamento de “Here Comes The Sun”, o último trabalho de originais editado no ano passado. “Black Days” é o primeiro dos três.

“Black Days” foi o terceiro álbum da banda e foi uma autêntica bomba que conseguia juntar no mesmo tacho nomes como Tool, Soundgarden, Mastodon, Godsmack (ouvir a “The Spell Is Cast”), Meshuggah, Porcupine Tree ou Steven Wilson. Conseguia e ainda consegue porque a sua efectividade não se perdeu, nem um pouco, ao longo destes seis anos. Apesar de poder apelar aos mais nostálgicos, apreciadores de sonoridades alternativas, esse é o grande ponto deste “Black Days” que fica completamente a descoberto com esta reedição: é um trabalho que está a envelhecer muito bem.

Além do trabalho em si, temos aqui quatro faixas bónus que consistem em versões ao vivo dos temas “Spiral Down”, “Rain Bird” e “Give Up The Rest” que têm um som bem catita. A quarta faixa bónus é o tema “Monster” que antes só estava disponível na edição especial do trabalho, originalmente lançado pela Season Of Mist. Esta é uma excelente oportunidade para (re)apresentar um álbum que é mais do que apenas um bom trabalho. “Black Days” é um álbum que para quem aprecia o rock/metal alternativo e rock/metal progressivo será obrigatório conhecer.


Nota: 8.5/10

Review por Fernando Ferreira