• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Ultimamente da Suiça tem-nos chegado interessantes propostas, dos mais variados quadrantes. Dentro do metal mais melódico, arraçado de power metal, temos estes Rizon que têm tantos membros que quase que podiam jogar futebol 11. "Power Plant" é o quarto álbum da banda e quebra um silêncio editorial que durava já há quatro anos. Quanto à sonoridade, não há grandes surpresas, é aquele tipo de euro-metal que já nos é tão familiar. Acrescente-se uma voz feminina, em complemento da masculina, que surge mais nos refrões e nos coros e teclados e profusão e aqui temos "Power Plant".

É uma forma simplista (demais?) para colocar a coisa mas a sensação que fica é exactamente essa, com aquelas melodias que poderiam muito bem estar nalguma música perdida da década de oitenta que quase foi ao festival da Eurovisão. O jogo da voz masculina e feminina não é propriamente de antagonismo mas mais de complemento, sendo que Rahel Fischer também acaba por ter um protagonismo mais prolongado em faixas como "If You Rule The World" e "Lost Without You", onde tanto ela como Matthias Gotz, o vocalista masculino funcionam  (bem) em dueto.

É um trabalho que não revela grandes surpresas e que cumpre à risca todos os itens da lista de como fazer um álbum de heavy/power/quase-rock-FM-ou-se-preferirem-AOR. Em alguns momentos saem-se bem, noutros acabam por soar ou demasiado derivativos ou lamechas para não dizer azeiteiros (ouvir a já mencionada "Lost Without You" e a "I Follow You"), mas o balanço final é acima da média, mesmo que corra o risco de provocar algumas alergias a quem tem aversão a estas coisas. Por outro lado, para os fãs de power metal, está aqui um bom álbum a descobrir.


Nota: 7/10

Review por Fernando Ferreira