• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Se conseguirem ler e perceber tanto o nome da banda como o nome do trabalho, o terceiro álbum da banda russa, este missiva provavelmente poderá insultar-vos. Não queremos de modo nenhum soar intolerantes com qualquer nação, mas… o facto é que é-nos difícil analisar este trabalho. E nem é tanto pelo facto de ser cantado em russo – afinal já analisámos (e gostámos e gostamos) muitas propostas que não são nem em português nem inglês. Até achamos bem que se use e tenha orgulho na sua língua nativa, algo que se calhar deveríamos ter mais do que temos. O problema não é uma questão de nacionalismo. O problema é mesmo a questão prática que levanta.

O que é que nos adianta dizer que a primeira música (“Клубничный калибр”) deste trabalho é uma proposta banal que junta metal com mais groove (não querendo de chamar nem de thrash metal nem de groove metal) e que nos soa completamente derivativa quando a única forma de identificar a mesma é através de um copy paste já que não conseguimos identificar sequer os caracteres que contem? É logo à partida uma barreira entre a música e o ouvinte. Mas vamos lá ver bem as coisas… se fosse música extraordinariamente cativante, até podiam escrever as letras em marciano, que a malta apreciava – veja-se o exemplo mais recente caso, o último álbum dos Rorcal que tem os títulos em grego arcaico.

E esse é problema com este trabalho, "Входящие" (abençoado copy/paste). Não tem músicas que se tornem suficientemente interessantes para que se supere a barreira provocada pela linguagem. E também é um bocado difícil de levar a sério quando temos músicas como a “Кожа поехала в сторону спального микрорайона” (abençoado copy/paste)  que nos parece uma espécie de polka funkosa vinda dos infernos mas em mau. As duas músicas que acabam o álbum são instrumentais e acabam por ser as mais interessantes principalmente a ”Исконно вбивающий ужъ” (abençoado copy/paste).

A linguagem é apenas uma desculpa para dizer que este trabalho é fraquinho, fraquinho…


Nota: 3/10

Review por Fernando Ferreira