• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes

Symphony X - Underworld




Riverside - Love Fear And The Time Machine




Amorphis - Under The Red Cloud





Flayed - Monster Man




Ivanhoe - 7 Days




Elferya - Eden's Fall




Spektr - The Art To Disappear




Rab - Rab 2




Exumer - The Raging Tides




Tales Of The Tomb - Volume One Morprhas




Dimino - Old Habits Die Hard




Roxxcalibur - Gems Of The NWOBHM





The Fifth Alliance - Death Poems




Augrimmer - Moth And The Moon




The Great Tyrant - The Trouble With Being Born




Weeping Silence - Opus IV - Oblivion




Watercolour Ghosts - Watercolour Ghosts




Hexx - Under The Spell/ No Escape




Deseized - A Thousand Forms Of Action




Razor Rape - Orgy In Guts




Sadist - Hyaena




Xandria - Fire & Ashes




Alien Syndrome 777 - Outer




Asylum Pyre - Spirited Away




Canyon Of The Skell - Canyon Of The Skull




Chron Goblin - Blackwater




Extreme Cold Winter - Paradise Ends Here

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



















Entrevista aos Wintersun

Os Wintersun estão de volta mas só acede ao novo álbum “The Forest Seasons” quem participar na campanha de crowdfunding que se iniciou no dia 1 de março e que terminará no dia 31 do mesmo mês. (...)

Vallenfyre revelam detalhes do novo álbum

O próximo álbum dos Vallenfyre, intitulado "Fear Those Who Fear Him", será lançado a 2 de Junho pela Century Media Records. O 3º álbum da banda foi gravado (...)

Hail Of Bullets chegam ao fim

A guerra dos Hail Of Bullets chegou ao fim. A banda holandesa colocou um término na sua luta e para a história ficaram álbuns como "...of Frost and War", (...)

Novembers Doom lançam novo vídeo

Os Novembers Doom, banda oriunda de Chicago, acaba de lançar um novo vídeo com a letra. Retirada do seu décimo álbum, “Zephyr”, foi, desta feita, a escolhida.(...)

Testament preparam lançamento de novo álbum e livro

Apesar do seu último álbum "Brotherhood Of The Snake" ter sido lançado há apenas cinco meses, os Testament encontram-se já a trabalhar no seu sucessor. A revelação surgiu numa entrevista(...)


Se conseguirem ler e perceber tanto o nome da banda como o nome do trabalho, o terceiro álbum da banda russa, este missiva provavelmente poderá insultar-vos. Não queremos de modo nenhum soar intolerantes com qualquer nação, mas… o facto é que é-nos difícil analisar este trabalho. E nem é tanto pelo facto de ser cantado em russo – afinal já analisámos (e gostámos e gostamos) muitas propostas que não são nem em português nem inglês. Até achamos bem que se use e tenha orgulho na sua língua nativa, algo que se calhar deveríamos ter mais do que temos. O problema não é uma questão de nacionalismo. O problema é mesmo a questão prática que levanta.

O que é que nos adianta dizer que a primeira música (“Клубничный калибр”) deste trabalho é uma proposta banal que junta metal com mais groove (não querendo de chamar nem de thrash metal nem de groove metal) e que nos soa completamente derivativa quando a única forma de identificar a mesma é através de um copy paste já que não conseguimos identificar sequer os caracteres que contem? É logo à partida uma barreira entre a música e o ouvinte. Mas vamos lá ver bem as coisas… se fosse música extraordinariamente cativante, até podiam escrever as letras em marciano, que a malta apreciava – veja-se o exemplo mais recente caso, o último álbum dos Rorcal que tem os títulos em grego arcaico.

E esse é problema com este trabalho, "Входящие" (abençoado copy/paste). Não tem músicas que se tornem suficientemente interessantes para que se supere a barreira provocada pela linguagem. E também é um bocado difícil de levar a sério quando temos músicas como a “Кожа поехала в сторону спального микрорайона” (abençoado copy/paste)  que nos parece uma espécie de polka funkosa vinda dos infernos mas em mau. As duas músicas que acabam o álbum são instrumentais e acabam por ser as mais interessantes principalmente a ”Исконно вбивающий ужъ” (abençoado copy/paste).

A linguagem é apenas uma desculpa para dizer que este trabalho é fraquinho, fraquinho…


Nota: 3/10

Review por Fernando Ferreira