• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Por vezes aparecem-nos coisas estranhas. Os DTCV são apenas mais um exemplo. Este é um projecto que nasce da junção entre James Greer, ex-membro dos Guided By Voices, com a vocalista grancesa Guylaine Vivarat, uma mistura que poderá soar muitas coisas aos nossos leitores. Aqueles que gostam de coisas mais experimentais e suaves (onde podemos incluir o garage rock até ao shoegaze mais directo) não encontrarão dificuldades em apreciar este “Confusion Moderne”. Todos os outros… bem, podemos já dizer que é melhor passarem à frente.

Apesar de ser desprovido de teor metálico, este é um álbum (apesar dos seus trinta e quatro minutos, vamos considerar a obra como sendo um álbum) que acaba por rockar consideravelmente. Caso existam dúvidas basta confirmar temas como “Histoire Seule”, “Bourgeois Pop” e “”. No entanto, este é um rock vintage e atéum , apesar de não gostarmos muito da conotação que o termo ganhou nos últimos tempos, retro. Faz-nos recuar até aos tempos idos da década de oitenta.

Também temos alguma esquisitice (“Capital Ennui” e “Soleil 2666” remetem-nos para o imaginário daquele clássico obscuro dos oitentas que é o tema “Voyage Voyage” dos Desireless, que tantos pesadelos provocaram em jovens como nós) e sempre algum travo a pop (“L’Accord Parfait” remete-nos mesmo para a década de oitenta, quando se era jovem e inocente… quer dizer, isto para quem nasceu na primeira metade da década de oitenta ou nos finais da década de setenta) mas no geral é um disco que se ouve bem, mesmo que dificilmente se vá pegar nele para dar uma rodada.


Nota: 6/10

Review por Fernando Ferreira