• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


E mais música inesperadamente boa. Já para avisar e espantar o gado, os Switchfoot não tocam metal. E o rock que tocam é daquele que terá dificuldades, bastantes, em agradar ao que gostam do estilo mais tradicional. Ainda assim temos aqui muitos bons momentos de diversão e descontracção. O início do álbum deixa logo isso bem presente. "Holy Water" parece uma espécie de fusão entre trip hope orgânico (isto é, sem elementos electrónicos, embora eles surjam em "If The House Burns Down Tonight", mas sem desvirtuar a sua força) com rock moderno condimentado com funk. E o funk, o groove, ele está sempre presente, seja com o rock, seja com o pop, como a "Float" demonstra.

A dinâmica é a força deste trabalho, que tem tanto material para aqueles que gostam de rock (temos o tema título, que nos traz melodias mais clássicas - e sim, aquilo que se fez na década de noventa já se pode considerar como sendo clássico, principalmente quando vai beber à década de setenta - e a "Healer Of Souls"), como para os que gostam de coisas mais calmas e melódicas, a roçar o pop como a "The Day That I Found God", a bem funk "Bull In A China Shop", que nos remete também para a década de noventa ou ainda a antémica "Hope Is The Anthem".

Ao décimo álbum em vinte anos de carreira demonstra estar bem afinada e inspirada, não demonstrando sinais de cansaço em termos criativos. Podemos alegar que alguns dos momentos aqui contidos surgem demasiado radiofónicos para o seu próprio bem - a "I Won't Let You Go" e "Shake This Feeling" são mesmo descaradas nesse ponto - e que no fundo é um conjunto de músicas que poderiam fazer parte do nosso crescimento e que não fazem sentido nenhum voltar a elas agora. E é neste ponto que ficamos, entre estes dois sentimentos. Por um lado sabemos que tudo aqui está bem feito, e carrega quase sempre nos botões correctos, mas por outro, já ouvimos isto demasiadas vezes na rádio e nem tínhamso muito interesse em ouvir agora outra vez.


Nota: 6/10

Review por Fernando Ferreira