• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Ao terceiro álbum, os alemães Dawn Of Disease dão nas vistas. E de que maneira, já que este “Worship The Grave” é um petardo death metal melódico que até dá gosto. Não podemos dizer que siga cegamente uma certa e determinada escola – quer a alemã, a europeia, a sueca ou a norte-americana – mas tem uma pitada de todas um pouco o que só torna a sua proposta, sem esquecer a melodia, que é um dos pontos fulcrais desta proposta e uma das razões da mesma se sobressair um pouco dentro de todas as propostas que o género nos tem apresentado.

Produção forte e cristalina mas o som ainda bem orgânico, o que faz com que temas como “Saviour’s Tomb”,  “On Trails Of Death”, “Cult Of The Fading Light” e sobretudo “The Sky Is Empty“ (numa toada mais melancólica) sejam obrigatórios para qualquer fã de death metal melódico que se preze – e sim, apesar de acharmos ser desnecessário fazer esta ressalva, estamos a falar de death metal melódico e não de metalcore. Com uma base rítmica bastante forte que faz com que os solos de temas como “Through Nameless Ages” soem ainda mais poderosos.

Voltamos (como sempre) à velha questão da originalidade e da qualidade. Aquilo que não temos na originalidade (a roda não é reinventada, raramente é) é-nos compensado na qualidade, já que nos é apresentado um conjunto fortíssimo de temas de death metal melódico potente que vale a pena recordar. E que será recordado, sem dúvida, sem grande esforço. Mesmo sem ser um álbum clássico à nascença, as suas características garantem que seja um sítio a qual voltaremos regularmente.

Nota: 8.2/10

Review por Fernando Ferreira