• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Os Eerie são uma nova banda (ou projecto), que junta diversas personalidades do ungerdround mas que, curiosamente, não é chamada de super-banda por parte do comunicado de imprenda da editora, mas que até que não seria mentira nenhuma. Senão vejamos: temos o guitarrista Tim Lehi dos Draugar e Twilight (black metal), o baixista Dave Sweetapple dos Witch (stoner/doom tradicional, o baterista Moses Saarni dos Futur Skullz (thrash) e o vocalista Shane Baker dos Pins Of Light e Alaric. Esta mistura faz com que a apresentação sugira que a banda, em termos de estilo, é a soma das bandas dos seus membros, o que efectivamente não se verifica, principalmente o black metal.

Podemos, com muita boa vontade, admitir que há por aqui uma grande aura de oculto, tal como aquele que podemos encontrar em algumas músicas dos Black Sabbath, mas daí àquilo que entendemos como black metal, ainda vai uma longa distância. Assim como o thrash metal, embora tenhamos alguns momentos de intensidade como na "Master Of Creation". Esta espécie de quase publicidade enganosa é o suficiente para baixar o nível da qualidade? Nem por sombras. A misturada toda pode não ir bem ao encontro das expectativas que a editora deixa no ar mas sem dúvida que satisfaz todos aqueles que gostam de sonoridades mais tradicionais, apesar dos tais elementos de música extrema.

E isso, não é nada fácil de atingir, mas a banda consegue-o com louvor. Um álbum curto (talvez demasiado, cinco músicas, não chegando aos quarenta minutos) mas que convida a ouvir sempre mais uma vez, porque tem mesmo muitos detalhes e muita coisa vintage boa a acontecer, além de congregar vários estilos diferentes de forma inteligente a não soar uma manta de retalhos - algo que está bem ilustrado numa imagem do artwork da banda em que aparece uma espécie de representação do cérebro, o cão mitológico grego, tendo em comum um olho, o que podemos presumir que é o foco nestes Eerie. Uma estreia em grande de algo que de certeza ouviremos muitas vezes mais no futuro. Viciante.


Nota: 8.5/10

Review por Fernando Ferreira