• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Iron Reagan - Crossover


Lich King - Omniclash


Demonic Resurrection - Dashavatar


Black Anvil - As Was


Benighted - Necrobreed


Mechina - As Embers Turn To Dust


Adamantine - Heroes & Villains


Barathrum - Fanatiko


Persefone - Aathma


Blame Zeus - Theory Of Perception


Kreator - Gods Of Violence


Lock Up - Demonization


Obituary - Obituary


H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones


Antropomorphia - Sermon Ov Warth


Fall From Perfection - Metamorph


Pallbearer - Heartless


Mastodon - Emperor Of Sand


wolfheart - Tyhjyys


Sinister - Syncretism


Primal Attack - Heartless Oppressor


Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Dying Fetus revelam detalhes do novo álbum

Os Dying Fetus vão lançar o seu novo álbum, "Wrong One To Fuck With", a 23 de Junho pela editora Relapse Records, e será o tão aguardado sucessor de "Reign Supreme", lançado em 2012.(...)

Novembers Doom - Novo álbum disponível para audição na íntegra

O novo álbum dos norte-americanos Novembers Doom, intitulado "Hamartia", é lançado hoje pela The End Records. Este trabalho pode ser ouvido na íntegra através desta ligação. (...)

SWR Barroselas Metalfest XX - Horários das atuações

Ampliando a imagem acima, é possível conhecer o horário de atuação de cada uma das bandas que irá compor o SWR Barroselas Metalfest XX. Recorde-se que o festival ocorre entre os dias 27 e 30 de Abril, em Barroselas. (...)

Tony Iommi está a trabalhar em novo material de Black Sabbath

O já conhecido guitarrista dos Black Sabbath, Tony Iommi confirmou em entrevista que está neste momento a juntar e trabalhar o som do último concerto que a banda deu, em Birmingham, e também há rumores(...)

Tankard lançam novo vídeo com letra

Os Tankard lançaram um novo video com letra para a música "Arena Of The True Lies", que fará parte do seu sétimo álbum de estúdio, "One Foot In The Grave"(...)


O death metal nunca foi tão emocionante como no início dos anos 90, com bandas como Entombed, Necrophobic, Defleshed e Unleashed a oferecer algumas das melhores pérolas directamente da Suécia e ajudando a elevar o estilo a um nível totalmente inédito. Pelos vistos, para o supergrupo Firespawn, composto por membros de todos os grupos acima, ainda estamos na primeira metade dos anos 90.


M.I. - Obrigado pelo tempo que dispensaste para responder a esta entrevista, Viktor. Antes de mais, como é que surgiram os Firespawn?

Críamos os Firespawn para desfrutar um pouco mais do nosso tempo livre. Desde sempre que o death metal É um fator importante para nós e porque podemos conciliar a banda com todas as nossas outras bandas sem colidir com os assuntos dos Firespawn, decidimos criar uma banda que representa tudo o que o death metal old-school tem de melhor.


M.I. -O novo álbum é um marco quando comparado ao anterior "Shadow Realms". No entanto, e embora o death metal da velha guarda esteja a viver uma segunda vida, vocês adicionaram o vosso toque próprio ao álbum: não é death metal melódico, não é death metal old-school e não é death metal brutal, mas uma mistura de tudo. Sendo fiel ao que sempre foste, achas que manter as coisas realistas e honestas produz um resultado melhor? Pergunto por saber que isso é algo de nitidamente importante para ti.

Sim, de facto. O novo álbum é mais agressivo e menos melódico, concordo, embora tenhamos partes melódicas aqui e ali. Nós sentimos que, enquanto o resultado soar bem, então estamos presos à honestidade e fazemos aquilo que realmente amamos. As reacções têm sido óptimas, muito distintas nos diferentes meios de comunicação mas de forma positiva, por isso estamos contentes com o resultado final.


M.I. - Falando nisso, o trabalho de guitarra é potentíssimo do princípio ao fim. Podes falar-nos um pouco sobre a composição do álbum? Quem é o principal compositor da banda?

Sim, prestei muita atenção às guitarras no novo álbum, até porque sou o principal compositor da banda. Gosto de ter o tempo apropriado para criar a minha música  de modo a que, depois, a banda opine sobre os temas e então partimos daí. Quanto ao som musculado das guitarras, o Death Metal é isso mesmo: ferocidade, agressividade e um som pesado e espesso.


M.I. - Estão satisfeitos por terem assinado com a Century Media? Qual é a tua opinião geral sobre a gravadora até agora?

É óptimo poder trabalhar com uma empresa de renome mundial como a Century Media. Confiamos no seu trabalho e, até agora, está tudo a correr muito bem. Temos vindo a obter uma boa distribuição e dão-nos autonomia total para fazer o que fazemos de melhor sem interferir com as escolhas da banda. Posso dizer-te que não poderia ser muito melhor do que com a Century Media.


M.I. - E planos para uma tour para promover o novo álbum, há?

Vai ser um ano muito intenso, e até vamos tocar no Hellfest, portanto, sim, depois veremos como tudo decorre.


M.I. - Na generalidade, achas que o álbum colocará os Firespawn na vanguarda do metal extremo?

Bom, até agora as reacções dos fãs aos teasers foram francamente boas. No entanto, nunca tenho expectativas. Ainda que com um feedback excelente, os Firespawn não são um projecto, mas uma banda real e séria, não apenas algo que fazemos com o nosso tempo livre para nos divertirmos. Claro que nos divertimos, mas levamos a banda a sério o suficiente para querer que seja vista não como um projeto efémero, mas como uma banda que está aqui para durar. Obviamente, isso significa que queremos ser respeitados como tal, mas o tempo o dirá.

For english version, click here

Entrevista por João Correia