• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Iron Reagan - Crossover


Lich King - Omniclash


Demonic Resurrection - Dashavatar


Black Anvil - As Was


Benighted - Necrobreed


Mechina - As Embers Turn To Dust


Adamantine - Heroes & Villains


Barathrum - Fanatiko


Persefone - Aathma


Blame Zeus - Theory Of Perception


Kreator - Gods Of Violence


Lock Up - Demonization


Obituary - Obituary


H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones


Antropomorphia - Sermon Ov Warth


Fall From Perfection - Metamorph


Pallbearer - Heartless


Mastodon - Emperor Of Sand


wolfheart - Tyhjyys


Sinister - Syncretism


Primal Attack - Heartless Oppressor


Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Dying Fetus revelam detalhes do novo álbum

Os Dying Fetus vão lançar o seu novo álbum, "Wrong One To Fuck With", a 23 de Junho pela editora Relapse Records, e será o tão aguardado sucessor de "Reign Supreme", lançado em 2012.(...)

Novembers Doom - Novo álbum disponível para audição na íntegra

O novo álbum dos norte-americanos Novembers Doom, intitulado "Hamartia", é lançado hoje pela The End Records. Este trabalho pode ser ouvido na íntegra através desta ligação. (...)

SWR Barroselas Metalfest XX - Horários das atuações

Ampliando a imagem acima, é possível conhecer o horário de atuação de cada uma das bandas que irá compor o SWR Barroselas Metalfest XX. Recorde-se que o festival ocorre entre os dias 27 e 30 de Abril, em Barroselas. (...)

Tony Iommi está a trabalhar em novo material de Black Sabbath

O já conhecido guitarrista dos Black Sabbath, Tony Iommi confirmou em entrevista que está neste momento a juntar e trabalhar o som do último concerto que a banda deu, em Birmingham, e também há rumores(...)

Tankard lançam novo vídeo com letra

Os Tankard lançaram um novo video com letra para a música "Arena Of The True Lies", que fará parte do seu sétimo álbum de estúdio, "One Foot In The Grave"(...)


Um concerto de Dream Theater é sempre uma celebração de música, harmonia e virtuosismo, mas quando se trata de celebrar vinte e cinco anos de um disco tão icónico como “Images And Words”, então tudo é ultrapassado. E assim foi, numa noite com um Coliseu praticamente esgotado, um público previamente rendido e quase três horas de música!

Num palco sóbrio, com um sistema de luz tão eficaz quanto contido, os cinco músicos arrancaram a actuação ao som de “The Dark Eternal Night”, como se de um normal concerto se tratasse, seguindo com temas como “The Bigger Picture”,  “Hell's Kitchen”, “The Gift of Music” ou “Our New World”, até aí numa actuação regular.  Mas quando James LaBrie apresenta o baixista John Myung e o seu tributo a Jaco Pastorius, sob a forma da versão de “Portrait of Tracy”, tudo começou a mudar e a tornar-se mais intenso, seguindo-se o tema mais pesado da noite, “As I Am”, cantado em uníssono pelo público no refrão, e em que quase no final, se transfigurou numa versão de “Enter Sandman” dos Metallica. Dois momentos brilhantes, quase a encerrar a primeira parte do espectáculo, ficando ainda “Breaking All Illusions” para o fecho.

Um breve intervalo e um público a fervilhar de expectativa, e regressava-se à sala para uma intro a simular um jingle de rádio, onde se apresentavam os temas populares em 1992, culminando com o apresentador a mencionar “Pull Me Under”, o que levou a uma ovação dos fãs. Como LaBrie fez questão de recordar, aqueles eram os artistas que os novatos Dream Theater tiveram de enfrentar quando, em 92, obtiveram o seu único Hit Top 10. Seguiram-se os temas de “Images And Words”, por ordem de apresentação no álbum. Destacaram-se os solos de Petrucci em “Take the time”, com o público em delírio com o virtuoso da guitarra; e mais tarde um solo de bateria de Mike Mangini, em “Metropolis Pt. 1: The Miracle and the Sleeper”, que só no momento trouxe à memória que era outro o baterista na época. Um dos momentos mais intimistas terá sido em “Wait for sleep”, com os fãs a acompanharem o vocalista. Tudo irrepreensível, sem excessos de virtuosismo, apenas por vezes com um LaBrie nem sempre à altura dos vocais originais mais agudos e com irritantes saídas de palco, quando terminava de cantar.

Com o tributo a “Images And Words”, e uma primeira parte best of, a noite teria sido fantástica, mas os Dream Theater gostam sempre de oferecer mais, e o encore veio na forma do Ep “A Change Of Seasons”, com os temas inicialmente propostos para “Images And Words” e rejeitados pela editora. Terminou assim um concerto de três horas, em que todos saíram tão satisfeitos como esgotados com a dimensão do que tinham assistido.

(ver mais fotografias aqui)

Texto por Rita Afonso
Fotografias por Carolina Neves
Agradecimentos: Prime Artists & PEV Entertainment