• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Formados em 2007, no Colorado, os The Flight of Sleipnir foram, desde o início uma, banda que se destacou na sonoridade Stoner Doom.

Num subgénero repleto de “cópias” dos Electric Wizard ou dos Sleep, bandas como esta são uma lufada de ar fresco, uma prova de que ainda há muito para explorar dentro deste género, que não é só para “stoners”.

Uma versão Stoner de Agalloch seria uma maneira bastante apropriada de descrever o som destes americanos. A mistura do Stoner arrastado com Folk e elementos de Post-Black Metal, complementado pelas letras sobre sagas nórdicas, cria paisagens sónicas impressionantes, apelando à melancolia e beleza natural do Folk, enfatizada pela capa do álbum, e contrastando com os riffs quentes e densos de Stoner Doom e os vocais sofridos de Black Metal.

Este é um álbum de 45 minutos que nunca se torna redundante. Com 4 épicas faixas principais e uma interlude fantástica de Folk, é uma obra que será muito provavelmente capaz de cativar fãs de bandas como Primordial ou os já referidos Agalloch.

Desde os fantásticos, vibrantes riffs e solos de Post-Metal da primeira e última faixas, ao “Doom dos pedrados” mais clássico e sujo da segunda música, à belíssima intro de Folk com um fantástico solo de teclas reminiscente dos míticos The Doors na quarta composição, é praticamente impossível escolher uma highlight deste álbum, que tem uma musicalidade imensa, com todos os instrumentos tocados com enorme proficiência, uma capacidade de songwriting tremenda e uma prestação vocal impecável, tanto nos cleans como nos gritos rasgados de Black Metal.

Este é um dos melhores álbuns do género dos últimos anos, ao nível de porta-estandartes da atualidade como os Om, os Yob ou os Cough.

Nota: 9.2/10

Review por Filipe Mendes