• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)



Após uma passagem pelo nosso país em 2014 onde estiveram presentes na 17ª edição do festival SWR Barroselas Metalfest, os noruegueses Blood Red Throne regressaram em nome próprio para uma noite de brutalidade musical na cidade do Porto.

Apesar de terem sido uma adição de última hora ao cartaz desta noite, coube aos Corpsia a responsabilidade de abrirem as hostilidades da noite. Este trio brasileiro, dono de um thrash metal energético, encontra-se em tour pela Europa a promover “Genocides In The Name Of God”, o seu álbum de estreia. A banda presenteou-nos com um concerto em ritmo rápido e com uma grande entrega. Embora tenham estado perante uma plateia ainda escassa e um pouco mais tímido, não se deixaram desanimar, provando que foram uma aposta ganha pela organização.

Já com uma casa mais composta, foi a vez dos nacionais Pestifer subirem ao palco. Com uma sonoridade mais virada para o death metal old school, a banda trouxe-nos “Execration Diatribes”, o seu novo trabalho, lançado este ano. Embora pouco comunicativos, demonstraram estar em excelente forma, tendo brindado o público – já em maior número – com uma actuação intensa e com uma excelente execução dos temas. O público respondeu de uma forma mais calorosa, tendo ficado positivamente surpreendidos (em especial aqueles que nunca tinham visto a banda ao vivo) com a actuação de Pestifer.

Por fim, o momento mais aguardado da noite chegou quando os Blood Red Throne fizeram ecoar os primeiros riffs de “Arterial Lust”. Estava assim lançado o mote para a descarga de brutalidade sonora que se seguiu. Com uma fenomenal entrega em palco, depressa criaram uma sinergia que se fez sentir entre estes e o público, ajudando a criar um ambiente intenso. Estes presentearam-nos com uma setlist que abrangeu de forma geral todos os lançamentos dos seus quase 20 anos de carreira, onde se destacaram músicas como “Unleashing Hell”, “Smite”ou “Soulseller”. Houve também ainda um momento deveras caricato, que ficou certamente na memória dos mais atentos, onde o vocalista aproveitava os momentos mais parados para se sentar a descansar num sofá ao lado do palco. No geral, e apesar do visivel estado de embriaguez de alguns elementos da banda, este foi um concerto electrizante e ao mais alto nível.  Até uma próxima!

Texto por Emanuel Ferreira
Fotografias por Emanuel Ferreira e Rita Limede
Agradecimentos: SWR Inc.