• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Total Pageviews

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


Esgotado! O papel colado na porta do RCA era um claro indicador que a noite de 15 de Janeiro perfilava-se para ficar na história dos concertos deste ano. Ainda estamos no início de 2018 mas esgotar uma sala como a de Alvalade a uma segunda-feira não é para qualquer um. 

A banda capaz de tal proeza dá pelo nome de While She Sleeps e apesar de trazer o seu metalcore desde a distante Sheffield, no Reino Unido, percebeu-se que neste nosso canto à beira mar plantado o quinteto tem uma legião de fãs surpreendente.

A noite começou com uma banda portuguesa, os Villain Outbreak, que vieram do solarengo Algarve para aquecer as hostes e aguçar o apetite para o que viria depois. Do CD de estreia de 2015, “No Story For A Hero, chapter 1”, já pouco resta no alinhamento, com apenas a presença de “Shaken Faith”, o tema de abertura do concerto, e “Dear Cliché”. Em pouco mais de trinta minutos ficou demonstrada a qualidade da banda, com destaque em “Gallery” ou o encerramento com “Hot Blood”.


Oriundos de Sheffield, tal como os cabeças de cartaz, os Rolo Tomassi chegam a Lisboa em plena promoção do seu quinto LP, “Time Will Die and Love Will Bury It”, a editar pela Holy Roar a 2 de Março. A banda parece muito confiante no que tem gravado, pois arranca o concerto na sala do RCA com a novidade “Rituals”, seguido por “Estranged”, a faixa que abria o excelente disco de 2015 “Grievances”. Os sons guturais que saem da garganta de Eva Spence ecoam pela sala e o quinteto não descansa de descarregar a sua energia numa plateia que já lotava o espaço. 12 anos depois do início, os Rolo Tomassi parecem estar no pico de uma carreira que tem tudo para se tornar num caso sério de popularidade. O alinhamento resumiu a carreira dos britânicos, com incursões até ao disco de 2010, “Cosmology”, com a inclusão de “Party Wounds”; e “Astraea” de 2012, através de “Ex Luna Scientia”. Para encerrar, o novíssimo single da banda, “Balancing The Dark”, a deixar vontade de ouvir com atenção o que para aí vem...

Que melhor maneira de celebrar o décimo aniversário de uma banda do que cortar amarras com editoras e castradores contratos discográficos, e tornar-se 100% independentes? Foi isso que os While She Sleeps decidiram fazer o ano passado e nesta noite de segunda-feira estavam em palco a mostrar como pode ser possível fazer as coisas pela própria cabeça e ser um caso sério de sucesso no mundo da música. A banda de Sheffield editou recentemente o LP “You Are We”, editado depois de uma campanha de crowd-funding, disco gravado nos próprios estúdios da banda, no local onde anteriormente era um armazém abandonado. Aos primeiros acordes do tema título do novo disco, a plateia do RCA iniciou uma celebração que não mais abrandou até aos acordes finais do clássico “Hurricane”, 90 minutos depois. A banda de Lawrence Taylor sabe cativar a plateia, rendida logo desde o início, mas que mesmo assim gosta de ser “trabalhada”. E o vocalista foi um caso exemplar de como se lidera dando o exemplo, ora saltando como um louco, ora fazendo ele próprio stage diving, ora animando o público com enormes sorrisos, apertos de mão e frases sinceras quanto à excelência do público que tinha defronte dele. Quanto ao concerto propriamente dito, não é possível apontar uma única falha aos britânicos! O alinhamento foi perfeito, percorrendo a discografia da banda, do EP de 2010 “The North Stands For Nothing” (“Crows”), passando por “This Is The Six” de 2012 (“Seven Hills” e “This Is The Six”) e “Brainwashed” de 2015 (com o tema título), mas centrando total atenção no novo disco, de onde apenas faltaram três temas. Destaque, para além de “Hurricane”, para “Steal The Sun” e “Silence Speaks”. O intenso mosh e crowd surfing que durou toda a actuação mostrou que o metalcore está aqui para durar e que, mesmo a uma segunda-feira, se há qualidade em palco, o mesmo acontece na plateia.


Texto por Vasco Rodrigues
Fotografia por Rui Oliveira e Ana Júlia Sanches
Agradecimentos: Ample Talent e Out Of Sight booking