• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Esgotado! O papel colado na porta do RCA era um claro indicador que a noite de 15 de Janeiro perfilava-se para ficar na história dos concertos deste ano. Ainda estamos no início de 2018 mas esgotar uma sala como a de Alvalade a uma segunda-feira não é para qualquer um. 

A banda capaz de tal proeza dá pelo nome de While She Sleeps e apesar de trazer o seu metalcore desde a distante Sheffield, no Reino Unido, percebeu-se que neste nosso canto à beira mar plantado o quinteto tem uma legião de fãs surpreendente.

A noite começou com uma banda portuguesa, os Villain Outbreak, que vieram do solarengo Algarve para aquecer as hostes e aguçar o apetite para o que viria depois. Do CD de estreia de 2015, “No Story For A Hero, chapter 1”, já pouco resta no alinhamento, com apenas a presença de “Shaken Faith”, o tema de abertura do concerto, e “Dear Cliché”. Em pouco mais de trinta minutos ficou demonstrada a qualidade da banda, com destaque em “Gallery” ou o encerramento com “Hot Blood”.


Oriundos de Sheffield, tal como os cabeças de cartaz, os Rolo Tomassi chegam a Lisboa em plena promoção do seu quinto LP, “Time Will Die and Love Will Bury It”, a editar pela Holy Roar a 2 de Março. A banda parece muito confiante no que tem gravado, pois arranca o concerto na sala do RCA com a novidade “Rituals”, seguido por “Estranged”, a faixa que abria o excelente disco de 2015 “Grievances”. Os sons guturais que saem da garganta de Eva Spence ecoam pela sala e o quinteto não descansa de descarregar a sua energia numa plateia que já lotava o espaço. 12 anos depois do início, os Rolo Tomassi parecem estar no pico de uma carreira que tem tudo para se tornar num caso sério de popularidade. O alinhamento resumiu a carreira dos britânicos, com incursões até ao disco de 2010, “Cosmology”, com a inclusão de “Party Wounds”; e “Astraea” de 2012, através de “Ex Luna Scientia”. Para encerrar, o novíssimo single da banda, “Balancing The Dark”, a deixar vontade de ouvir com atenção o que para aí vem...

Que melhor maneira de celebrar o décimo aniversário de uma banda do que cortar amarras com editoras e castradores contratos discográficos, e tornar-se 100% independentes? Foi isso que os While She Sleeps decidiram fazer o ano passado e nesta noite de segunda-feira estavam em palco a mostrar como pode ser possível fazer as coisas pela própria cabeça e ser um caso sério de sucesso no mundo da música. A banda de Sheffield editou recentemente o LP “You Are We”, editado depois de uma campanha de crowd-funding, disco gravado nos próprios estúdios da banda, no local onde anteriormente era um armazém abandonado. Aos primeiros acordes do tema título do novo disco, a plateia do RCA iniciou uma celebração que não mais abrandou até aos acordes finais do clássico “Hurricane”, 90 minutos depois. A banda de Lawrence Taylor sabe cativar a plateia, rendida logo desde o início, mas que mesmo assim gosta de ser “trabalhada”. E o vocalista foi um caso exemplar de como se lidera dando o exemplo, ora saltando como um louco, ora fazendo ele próprio stage diving, ora animando o público com enormes sorrisos, apertos de mão e frases sinceras quanto à excelência do público que tinha defronte dele. Quanto ao concerto propriamente dito, não é possível apontar uma única falha aos britânicos! O alinhamento foi perfeito, percorrendo a discografia da banda, do EP de 2010 “The North Stands For Nothing” (“Crows”), passando por “This Is The Six” de 2012 (“Seven Hills” e “This Is The Six”) e “Brainwashed” de 2015 (com o tema título), mas centrando total atenção no novo disco, de onde apenas faltaram três temas. Destaque, para além de “Hurricane”, para “Steal The Sun” e “Silence Speaks”. O intenso mosh e crowd surfing que durou toda a actuação mostrou que o metalcore está aqui para durar e que, mesmo a uma segunda-feira, se há qualidade em palco, o mesmo acontece na plateia.


Texto por Vasco Rodrigues
Fotografia por Rui Oliveira e Ana Júlia Sanches
Agradecimentos: Ample Talent e Out Of Sight booking