• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Iron Reagan - Crossover


Lich King - Omniclash


Demonic Resurrection - Dashavatar


Black Anvil - As Was


Benighted - Necrobreed


Mechina - As Embers Turn To Dust


Adamantine - Heroes & Villains


Barathrum - Fanatiko


Persefone - Aathma


Blame Zeus - Theory Of Perception


Kreator - Gods Of Violence


Lock Up - Demonization


Obituary - Obituary


H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones


Antropomorphia - Sermon Ov Warth


Fall From Perfection - Metamorph


Pallbearer - Heartless


Mastodon - Emperor Of Sand


wolfheart - Tyhjyys


Sinister - Syncretism


Primal Attack - Heartless Oppressor


Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Entrevista aos Venom Inc

Os Venom Inc nasceram em meados de 2015 como uma nova banda que reúne toda a força e poder dos seus membros: Tony “Demolition Man” Dolan (baixo/voz) com os membros originais de Venom – Jeff “Mantas” Dunn (guitarra) and Anthony “Abaddon” Bray (bateria). A banda tem estado em tournée(...)

Falecimento do antigo baixista de Celtic Frost

O antigo baixista e membro fundador de Celtic Frost e de Hellhamer Martin Eric Ain, faleceu no passado sábado dia 21 de Outubro, aos 50 anos de idade. A causa da morte foi (...)

Novo álbum de Pestilence em Março

Os Pestilence irão lançar o seu novo álbum "Hadeon", em Março, pela Hammerheart Records. Este trabalho terá treze faixas que combinam as raízes de Pestilence, com a sua (...)

Arch Enemy com novo vídeo "The Race"

Os Arch Enemy acabam de lançar mais um vídeo do seu novo álbum, "Will To Power", que foi lançado no dia 8 de setembro através da Century Media.(...)

Angel Dust estão de volta!

A banda alemã informou através da sua página de Facebook que está de volta e já em estúdio a gravar o seu próximo trabalho. Depois de se terem separado em 2011, (...)


Quem ter chegado agora ao nome Magrudergrind, poderá pensar que esta é uma nova banda que apenas agora está a chegar ao segundo álbum. Grande engano. Apesar da actividade discográfica da banda norte-americana de grindcore/powerviolence não ser propriamente efusiva, a sua carreira começou algures no início do presente milénio com bastantes lançamentos entre compilações, demos, splits e EPs. Este "II" chega-nos sete após o álbum auto-intitulado e traz-nos mais uma dose cavalar de grindcore vitaminado que dá sempre gosto ouvir.

O termo powerviolence sempre foi um pouco misterioso no que diz respeito à sua utilidade em si. Supostamente uma versão extrema do hardcore punk onde a componente lírica do protesto político e social é omnipresente, no entanto também podemos dizer o mesmo do crust e do grindcore, pelo que nos é difícil encontrar uma diferença entre uma coisa ou outra. Rótulos aparte, o que importa dizer é que temos aqui quinze faixas que nos passam em menos de vinte e cinco minutos, o que é dizer o mesmo que não há lugar para momentos mortos.

Uma crítica freqente para quem não entende este género de música é dizer que as músicas não são memoráveis, por ser curtas e por terem poucos ganchos, o que não discutimos ser ou não a realidade para algumas bandas. No que diz respeito aos Magrudergrind, não podemos concordar. As músicas fluem realmente, com uma produção bem poderosa (que só favorece este tipo de som) que faz com que tudo soe ainda mais intenso e este regresso revela-se essencial para quem tinha saudades de um grindcore de crítica social. Existe, claro, a questão do tempo (pagar o valor de um álbum por apenas vinte e três minutos de música parece excessivo), no entanto para quem tiver o grindcore a correr nas veias, essa questão torna-se claramente secundária.


Nota: 8/10

Review por Fernando Ferreira