• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Não é novo por nós termos uma banda que é rotulada como death metal melódico quando aquilo que temos é bem mais próximo do metalcore. Esta não é uma questão nova, na realidade é bem recorrente, mas não é por implicância. Temos aqui este trabalho dos The Unguided que se encaixa dentro daquilo que começámos amar odiar acerca do estilo. As regras do death metal melódico é basicamente pegar na fórmula das harmonias de guitarras dos Iron Maiden e aplica-las ao death metal sueco (ou outro qualquer tipo de death metal) et voilá. No entanto, aquilo que “Lust And Loathing nos traz é algo que junta a força do hardcore, os pormenores electrónicos e as melodias fáceis do rock comercial (ou nu-metal) et voilá.

Coisas bastante distintas. Não estamos aqui para julgar, mesmo que se pense que, por o que foi dito atrás nesta crítica ou em outras, tenhamos a tendência para pender para o death metal melódico em termos de preferência. É apenas uma questão de validade, originalidade e a capacidade de se reinventar a si próprio. Enquanto o death metal melódico tem a capacidade de se reinventar sem sequer mudar muito o que está na sua base, já o metalcore por vezes encerra-se em becos sem saída, apresentando-nos aquilo que já nos apresentaram vezes em conta anteriormente. É nesse ponto que The Unguided nos surge. Logo ao primeiro tema, “Enraged”.

Todas as músicas parecem a mesma e se individualmente não temos nada a apontar no que diz respeito a produção, instrumental, voz, é na parte da composição que reside a principal desilusão. Todos os temas soam ao mesmo, a imitações daquilo que os Dark Tranquility fizeram na sua fase mais electrónica, misturado com o que os Linkin Park fizeram nos primeiros álbuns. Não é uma grande fórmula, embora produza os seus resultados – as músicas têm todas uma capacidade melódica bem acima da média – no entanto, o problema é que soa tudo ao mesmo, exceptuando temas como “Phobos Grip”, que é sem dúvida o mais metal e empolgante. É um álbum mediano, num estilo já esgotado e que não apresenta nada de novo, o que também joga a favor da previsibilidade.


Nota: 4.5/10

Review por Fernando Ferreira