• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Quem diria que existe nos E.U.A. uma banda de thrash metal desde 2004 que não tem nenhumas influências da moda (nem quando lançaram o primeiro álbum dez anos atrás, nem quando lançam agora o seu quinto álbum) e da qual nunca se ouviu falar assim muito? Mas é a realidade, os Anger As Art têm um nome para lá de parvo, mas o seu thrash metal é duma potência bem séria. Para se ter uma ideia da coisa, vamos pegar numa espécie de cruzamento entre os Destruction e os Hatriot, com um vocalista que parece, ele próprio, um cruzamento entre Bobby “Blitz” dos Overkill, com um Schmier dos já mencionados Destruction.

As comparações valem o que valem e não há nada como realmente mergulhar neste “Ad Mortem Festinamus”, que começa precisamente com o tema-título, uma intro que inicialmente nos leva a crer que estamos perante uma banda de black metal, mas depressa logo as coisas começam a formar-se para um thrash metal intenso, impiedoso e acima de tudo, divertido – como diriam os Exodus, “a good and violent fun”. Com dinâmicas muito boas, que tornam este álbum interessante do início ao fim, estão reunidas as condições para se ter um grande álbum de thrash metal, mesmo que não tenhamos nenhuma música que se revele como clássico instantâneo.

Ainda assim, temos muitas malhas de qualidade e mesmo naquelas que até parece não ser grande espingarda, acabamos por ter sempre algo que nos prende atenção (no caso da esquisita “Hammer Blade And Twisting Fire”, temos um viciante solo de guitarra que compensa tudo o resto). Todavia o saldo é sempre positivo, principalmente com malhões como a “Tombward”,  “We Hurry Into Death” e a melódica “Dim Carcosa” (ainda se pensou que fosse uma cover dos Ancient Rites) apenas para salientar alguns exemplos mais óbvios. Uma excelente surpresa para todos os fãs de thrash metal poderoso.


Nota: 8/10


Review por Fernando Ferreira