• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Os míticos Deep Purple passaram por Portugal durante a digressão "The Long Goodbye Tour" e oferecerem um concerto memorável que teve lugar no Meo Arena. Mais cedo, tivemos os bem conhecidos UHF para nos mostrarem do que é feita a fibra portuguesa.

Numa noite cheia de história, os UHF acabaram por ser a banda mais indicada para abrir as hostes. Com um alinhamento onde não podiam faltar os clássicos "Rua do Carmo" ou "Cavalos de Corrida", os fundadores do rock português mostraram mais uma vez que se revigoram a cada década (quase 40 anos de carreira!) e isso traduziu-se na maneira dinâmica como tomaram as rédeas de uma atuação com pouco mais de meia hora, já para não falar por outro lado no seu mais recente EP "Tudo O Que É Nosso". A despedida fez-se ao som de "Menina Estás À Janela", o tema mais celebrado da noite, e onde mostrámos todo o nosso contentamento. 

Meia casa (literalmente) bastante composta por várias gerações que não quiseram perder pitada daquilo que os Deep Purple tinham para dar, o que começou por ser "Time For Bedlam", o primeiro tema do último álbum "inFinite", lançado no passado mês de abril. Outros temas novos ecoaram pelo Meo Arena como "The Surprising" ou "Birds Of Prey", mas aqueles que fizeram realmente a sua estrutura estremecer foram hinos como "Fireball", "Strange Kind Of Woman" e, claro está, "Smoke On The Water". Todavia, esses não foram os únicos momentos apoteóticos, pois contámos sempre com virtuosos solos executados por Roger Glover, Ian Paice e Steve Morse que nos levaram à velha máxima de "quem sabe, nunca esquece", sendo que o solo preferido do público foi o do teclista Don Airey que nos brindou com a melodia do tema "Cheira a Lisboa" de Amália Rodrigues entre as músicas "Hell to Pay" e "Perfect Strangers". Sempre na máxima força, a banda liderada por Ian Gillan foi ainda capaz de nos presentear com um encore abrilhantado por mais dois clássicos, a saber "Hush", versão de Joe South, e "Black Night" para que todos pudessem deixar o pavilhão e penetrar tranquilamente na noite púrpura. Tem-se falado muito sobre o facto desta digressão ser a última deste mítico conjunto, dado a ter o título de "The Long Goodbye Tour", mas a ser verdade ou não, e pelo que já contribuíram para o universo da música, os Deep Purple serão acima de tudo infinitos. 


Texto por Bruno Porta Nova
Fotografias por João Moura
Agradecimentos: Ritmos & Blues